Queda nas vendas de caminhões assusta o setor de autopeças

As estimativas mais recentes indicam que as encomendas de autopeças e sistemas para veículos pesados (como eixos e motores) em junho já estão 20% abaixo das contabilizadas em maio, que já não foi um mês bom.  Os sinais da cadeia de suprimentos são críticos. Já ocorrem demissões de trabalhadores e há novas paradas de produção programadas. Na Volvo a linha para de 24 de maio a 11 de junho e na MAN, de 4 a 18 de junho. A Ford terá mais um período com a produção suspensa e provavelmente o mesmo ocorrerá na Iveco. A Mercedes-Benz tem tido paradas esporádicas e repetirá a dose dia 21 de maio em São Bernardo do Campo (SP). As projeções, obtidas nos bastidores de alguns fornecedores, apontam este ano para uma produção de 155 mil caminhões e 35 mil ônibus. O mercado doméstico de veículos comerciais pesados não deve passar de 180 mil unidades, já levando em conta um estoque em torno de 45 mil modelos Euro 3 fabricados até o fim de 2011 e vendidos neste ano. O estoque de Euro 3 nas concessionárias só se esgotará no fim de maio.

Fonte: Automotive Business

Anúncios
Esse post foi publicado em Notícia Especial e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s