Setor automotivo enfrenta problemas na produção

Metalúrgicos da Volvo recusaram proposta de reajuste e ameaçam entrar em greve em 48 horas. A fábrica da montadora, sediada em Curitiba, tem cerca de 4.000 funcionários. O movimento se segue a uma paralisação de 24 horas na General Motors de Gravataí (RS), encerrado ontem com acordo. Nos próximos dois meses, há negociações em várias montadoras, num momento em que as empresas estudam pausas na produção para reduzir os altos estoques. A Volkswagen adotou jornada de quatro dias e cortou dois sábados extras.

Fonte: http://www.jornalfloripa.com.br/

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Notícia Especial e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s